Cais do Sodré é um bairro antigo numa zona central ribeirinha de Lisboa, foi antigamente local de desembarque de marinheiros que procuravam os prazeres de terra depois de estarem no mar. Atualmente é uma zona de central de Lisboa transportes vários, autocarro, bonde, taxis, ferries com ligação à margem sul do Tejo, comboio a Cascais e a Lisboa litoral. É um centro com empresas, zona de lazer para caminhar, bares e restaurantes com esplanadas à beira rio, marinas e parques de estacionamento
Cais do Sodré é um bairro antigo numa zona central ribeirinha de Lisboa, foi antigamente local de desembarque de marinheiros que procuravam os prazeres de terra depois de estarem no mar. Atualmente é uma zona de central de Lisboa transportes vários, autocarro, bonde, taxis, ferries com ligação à margem sul do Tejo, comboio a Cascais e a Lisboa litoral. É um centro com empresas, zona de lazer para caminhar, bares e restaurantes com esplanadas à beira rio, marinas e parques de estacionamento

Cais do Sodré

O Cais do Sodré é um bairro antigo numa zona central ribeirinha de Lisboa, recentemente restruturada com uma avenida que faz a ligação ao Terreiro do Paço. Situada frente ao Rio Tejo, a Cais do Sodré é um dos pontos principais de ligação de transportes à grande Lisboa, com a estação de comboio com ligação à linha do Estoril e Cascais, cais fluvial do Cais do Sodré com ligação fluvial a Almada no cais de Cacilhas, uma opção para uma viagem rápida a visitar o Santuário do Cristo Rei em Almada e, disfrutar de uma vista panorâmica sobre a cidade de Lisboa, ligação fluvial ao Barreiro e ao Seixal; estação de Metropolitano com ligação a toda a cidade de Lisboa. O Cais do Sodré está a 15 minutos de caminhada do Bairro Alto, e a 9 minutos de caminhada até ao Terreiro do Paço, passeando pela Avenida Ribeira das Naus, uma zona pedonal ao longo do rio, muito procurada pelos turistas devido às esplanadas e ambiente tranquilo. O Cais do Sodré é um dos sítios mais procurados da cidade para diversão noturna, especialmente devido à Rua Cor-de-Rosa: oficialmente designada por rua Nova do Carvalho, restruturada em 2013 com o objetivo de reabilitar a zona de restaurantes e bares do Cais do Sodré. A rua Cor-de-Rosa tem restaurantes com esplanadas, alguns dos bares e discotecas mais conhecidos e antigos de Lisboa, nomeadamente o Tóquio, o Liverpool e o Jamaica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O Cais do Sodré é administrado pela Junta de Freguesia de Santa Maria Maior.

Atrações a visitar no Cais do Sodré (top 10)

  1. Mercado da Ribeira: é um dos antigos mercados da cidade de Lisboa, tendo sido remodelado para albergar um espaço de restauração e bares. É um espaço muito agradável com dezenas de restaurantes ideias para degustar refeições de Cheff rápidas a custos abaixo dos 15€. O Mercado da Ribeira é um local para convivio, com bares de vinho e coquetails, pastelaria e produtos locais onde encontramos mais de quarenta restaurantes e um mercado tradicional de venda de peixe fresco, fruta e legumes. O Mercado da Ribeira foi inaugurado em 1882 sob orientação de Frederico Ressano Garcia, tendo sido estabelecida parceria com a revista Time Out em 2010 e o mercado sido reinaugurado em 2014 com o Time Out Market, organizado em dois pisos. O Piso zero com mais de quarenta restaurantes e uma zona central onde é possível sentar e degustar a gastronomia portuguesa de vários restaurantes, nomeadamente “O Café de São Bento”, “A Croqueteria”, “O Santini”, “A Manteigaria Silva” ou “A Garrafeira Nacional”. Noutra secção do piso zero encontra-se um mercado tradicional de venda de legumes, frutas e peixes. No piso 1 encontramos um espaço cultural com centro de exposições, multimedia.
  2. Igreja de São Paulo: é uma igreja dedicada ao Apóstolo São Paulo que se encontra próximo do Mercado da Ribeira. A Igreja de São Paulo destaca-se devido à presença de duas torres com relógios e sinos, pelo medalhão a representar “A Conversão de São Paulo” e pela pintura em estuque da autoria de João Grossi. A Igreja de São Paulo foi inaugurada em 1768 sob orientação de Remígio Abreu.
  3. Estação do Cais do Sodré: é uma das estações mais importantes da cidade de Lisboa, com ligação ferroviária entre Cascais e Lisboa, e outros meios de transporte, nomeadamente o metro, o autocarro, o barco e o elétrico. A estação encontra-se localizada no Cais do Sodré, próximo da Avenida 24 de Julho, do Bairro Alto e da Praça do Comércio, sendo um local de movimento constante de pessoas e viaturas, com uma vista privilegiada sobre o rio Tejo, vários locais de restauração e de diversão noturna nas proximidades. A estação foi inaugurada em 1895.
  4. Jardim Dom Luís: é um jardim pequeno muito movimentado devido à proximidade do Mercado da Ribeira e à Estação de Comboios do Cais do Sodré. O jardim, distribuído por aproximadamente 0.40 hectares, apresenta como principais destaques a estátua em homenagem ao Marquês Sá da Bandeira e um local onde é possível desfrutar da esplana do quiosque vermelho que se encontra ao centro do Jardim Dom Luís, observar o Rio Tejo, levar crianças a brincar no pequeno parque infantil. Aqui encontramos também o acesso ao elevador do parque de estacionamento subterrâneo do Mercado da Ribeira.
  5. Chafariz da Praça de São Paulo: é uma fonte do século XIX localizada na Praça de São Paulo em frente à Igreja de São Paulo, destacando-se pela dimensão imponente, pela existência de três degraus redondos com acesso às quatro bicas e pelo obelisco, inaugurada em 1849 com um projeto da autoria de Dom Miguel Ângelo Blasco.
  6. Igreja do Corpo Santo: é uma igreja do século XVIII que se encontra localizada no Largo do Corpo Santo próximo do Cais do Sodré. A Igreja do Corpo Santo foi inaugurada em 1770 com o objetivo de ser o templo religioso da comunidade irlandesa de Lisboa, apresentando como pontos de interesse a Capela do Senhor Jesus dos Aflitos com uma imagem de Santa Filomena; as imagens de Nossa Senhora do Rosário, São Martinho de Dume e de São Domingos de Gusmão; e a Estátua de Saint Patrick, padroeiro da Irlanda.
  7. Restaurante Pap’Açorda: é um dos restaurantes mais conhecidos de Lisboa desde a fundação em 1981 no Bairro Alto por Fernando Fernandes e José Miranda. O Restaurante Pap’Açorda foi inaugurado numa época de mudança e abertura da sociedade lisboeta especialmente visível no Bairro Alto, onde surgiu também o bar Frágil, um bar e discoteca “gay friendly”, ícone da noite lisboeta. O restaurante encontra-se atualmente localizado no Mercado da Ribeira, continuando a ser um pólo de atração dos locais e dos turistas devido à excelência do serviço e qualidade da gastronomia, nomeadamente a Sopa de Peixe à Pap’Açorda, o Bacalhau à Lagareiro, o Arroz de Cabrito no Forno ou a Mousse de Chocolate Pap’Açorda.
  8. Quiosques da Praça de São Paulo: são quiosques onde é possível beber sumos, cafés ou bebidas alcoólicas, e descansar um pouco. Os quiosques da Quiosques da Praça de São Paulo foram inaugurados em 2013 com o objetivo de transformar a praça num local repleto de vida, pessoas e reproduzir a atmosfera do século XIX que existia na cidade de Lisboa.
  9. Monumento Reminiscência de Almada Negreiros: – é um monumento promovido pela Câmara Municipal de Lisboa, da autoria de Catarina e Rita Almada Negreiros em dedicatória ao nascimento de Almada Negreiros (1893-1970). O Monumento Reminiscência de Almada Negreiros encontra-se localizado na zona pedonal da Avenida Ribeira das Naus, que faz a ligação entre a Estação de Comboios do Cais do Sodré e a Praça do Comércio.
  10. Estátua do Duque da Terceira: é um monumento dedicado ao 44º aniversário da vitória do Duque da Terceira em Lisboa no contexto da Guerra Civil de 1828-34, construído pelo escultor José Simões de Almeida e António Gaspar e inaugurado em 1877.

Outras Atrações a explorar no Cais do Sodré

  • Relógio do Cais do Sodré: é o primeiro relógio público em Portugal desde a inauguração em 1914, tendo sido colocado no Cais do Sodré com o objetivo de auxiliar a organização na entrada e saída dos navios do Porto de Lisboa.
  • Casa dos Bordados da Madeira: é um estabelecimento comercial de bordados tradicionais da ilha da Madeira, bordados dos Açores, trajes regionais e cerâmica regional autênticos, inaugurada em 1965

Ruas e Praças Principais do Cais de Sodré

  • Avenida 24 de Julho: é uma das principais avenidas da zona ribeirinha da cidade de Lisboa, uma das princpais artérias litorais da cidade conhecida pelos edificios de escritórios e pela vida noturna. A Avenida 24 de Julho faz a ligação entre a Avenida da Índia e a Avenida Ribeira das Naus, com um tráfego constante e intenso de pessoas, viaturas, elétricos de Lisboa (Bondes) e autocarros desde a madrugada até ao anoitecer. A avenida apresenta estradas largas, carris para os elétricos de Lisboa (Bondes), ciclovias onde é possível correr e andar de bicicleta em segurança e inúmeros estabelecimentos e atrações turísticas, nomeadamente o Edifício da EDP – Energias de Portugal, o Jardim Dom Luís, o Mercado da Ribeira, a Estação de Comboios do Cais do Sodré ou os clubes de diversão noturna. A avenida tem nome de Avenida 24 de Julho em homenagem à batalha que ocorreu no dia 24 de Julho de 1833 neste mesmo local.
  • Avenida Ribeira das Naus: é uma avenida litoral com jardins, esplanadas, praia ribeirinha artificial e um passeio muito largo dedicado à passagem pedonal e ciclovia, protegido da estrada por pins de segurança. A Avenida Ribeira das Naus é um local privilegiado para desfrutar da brisa do rio Tejo, para observar a beleza do rio e da luz do céu de Lisboa a refletir nas águas do Tejo, sendo um espaço utilizado como espaço de relax único na cidade. A Avenida Ribeira das Naus inclui algumas atrações, nomeadamente as esculturas feitas à mão e exibidas junto aos degraus junto ao rio, bares ambulantes de vinho português, ginjinha, cocktails ou cachorros, os jardins localizados entre o Rio Tejo e o edifício cor-de-rosa da Marinha Portuguesa, e esplanadas onde podemos observar o pôr-do-sol. A Ribeira das Naus era o local de saída dos navios durante o Reinado de Dom Manuel I no século XVI, tendo sido reabilitada com um projeto da autoria de João Nunes e João Gomes da Silva em 2015.
  • Praça Duque da Terceira: é uma das principais zonas de passagem rodoviária da cidade de Lisboa, permitindo o acesso ao Bairro Alto e ao Chiado através da Rua do Alecrim, à Estação de Comboios do Cais do Sodré, à Avenida 24 de Julho e à Rua Nova do Carvalho. A Praça Duque da Terceira está inserida numa rotunda construída com o objetivo de facilitar o trânsito nesta zona da cidade, tendo este nome devido à presença da Estátua do Duque da Terceira.
  • Largo do Corpo Santo: é um local de passagem rodoviária e zona pedonal com ligação entre a Rua do Arsenal e a Avenida da Ribeira das Naus, apresentando várias atrações nomeadamente o Corpo Santo Lisbon Historical Hotel ou a Igreja de Corpo Santo.
  • Cervejaria Portugália
  • Clube Naval de Lisboa
  • Ibo Marisqueira
  • Harlem Restaurant Bar
  • Loja das Conservas
  • MusicBox
  • Pensão Amor
  • Praça Duque da Terceira
  • Praça Dom Luís
  • Sal Concept Store

Estabelecimentos de Ensino

  • Escola Profissional de Imagem
  • ISCAD: Instituto Superior de Ciências da Administração
  • Lusa Language School – Lisbon Portuguese School

Alojamentos Turísticos

  • Hall Chiado: not a hotel
  • LX Boutique Hotel: The Lisbon Experience
  • 262 Boutique Hotel
  • Sunset Destination Hostel

Transportes e Acessos

  • Aerobus do Cais do Sodré é um transfer que realiza o transporte do Aeroporto de Lisboa para o centro da cidade com paragens junto aos principais hotéis. É um serviço de transporte personalizado, composto por staff dedicado, com Wi-Fi gratuito e carregadores USB. O serviço Aerobus funciona diariamente entre as 7h30 e as 23h nos seguintes locais:
    • Estação de Comboios do Cais do Sodré
    • Estação de Metropolitano do Cais do Sodré
    • Estação Fluvial do Cais do Sodré

Localização da Freguesia da Misericórdia (Cais do Sodré) no mapa de Lisboa

Localização da freguesia da Misericórdia no mapa de Lisboa
Localização da freguesia da Misericórdia no mapa de Lisboa
Back to Top
error: