Avenida da Liberdade é a principal artéria de Lisboa, a rua de ligação à Baixa de Lisboa, local de cultura, comércio, escritórios e hoteis de luxo em Lisboa.
Avenida da Liberdade é a principal artéria de Lisboa, a rua de ligação à Baixa de Lisboa, local de cultura, comércio, escritórios e hoteis de luxo em Lisboa.

Avenida da Liberdade

A Avenida da Liberdade é a avenida de Lisboa conhecida pelo luxo, projetada inicialmente por Marques de Pombal como uma avenida larga, tem uma largura de 90 metros e pouco mais de um kilometro de comprimento, com zonas pedonais pavimentos em calçada portuguesa, com um paisagismo composto por jardins com árvores de grande porte, lagos e fontes de água, esplanadas, estátuas, monumentos, zona comercial ao longo de toda a avenida, composta por lojas de marcas de luxo, hoteis de luxo, restaurantes de luxo, escritórios com as maiores empresas nacionais e internacionais, e teatro. A Avenida da Liberdade tem início na Praça dos Restauradores e termina na Rotunda do Marquês de Pombal. A Avenida da Liberdade é das zonas mais movimentadas e cosmopolitas da cidade, um local de passeio habitual. A Avenida da Liberdade é um importante centro de negócios em Portugal. A Avenida da Liberdade é um local a ser visitado por quem gosta de arquitetura devido à variedade de estilos arquitetónicos existentes, nomeadamente edifícios em Art Nouveau. É um local muito considerado pelos visitantes devido ao ambiente seguro e de tranquilidade.
A Avenida da Liberdade é a zona de Lisboa com preço médio dos imóveis mais caro por metro quadrado devido à localização super prime no centro da cidade, e capacidade de retorno ao investimento.

Organização administrativa da Avenida da Liberdade

A Avenida da Liberdade tem uma extensão aproximada de 1300 metros, tem início na Praça dos Restauradores e termina na Rotunda do Marquês de Pombal.
A Avenida da Liberdade encontra-se integrada na Junta de Santo António criada na reforma política das freguesias em 2012 e inclui as antigas freguesias de São José, de Coração de Jesus e de São Mamede.

As principais atrações a visitar na Avenida da Liberdade (top 10)

Para além do ambiente de luxo existente ao longo de toda a Avenida da Liberdade com as lojas, hoteis e serviços, a Av. da Liberdade tem locais que merecem a visita.

Parque Eduardo VII é o maior parque verde de Lisboa e um dos miradouros mais procurados de Lisboa, localizado a norte da rotunda do Marquês de Pombal
Parque Eduardo VII é o maior parque verde de Lisboa e um dos miradouros mais procurados de Lisboa, localizado a norte da rotunda do Marquês de Pombal

1. Parque Eduardo VII é o maior parque verde de Lisboa e um dos miradouros mais procurados da cidade, localizado a norte da rotunda do Marquês de Pombal. O Parque Eduardo VII é um dos miradouros mais frequentados por turistas devido à vista sobre o jardim do parque com a baixa da cidade em pano de fundo, o Monumento dedicado ao Marquês de Pombal, os edifícios do centro da cidade, o Castelo de São Jorge, a Baixa, a Praça do Comércio, o Rio Tejo e a Serra da Arrábida. O Parque Eduardo VII foi inaugurado no final do século XIX com a designação de Parque da Liberdade, sendo da autoria de Henri Lusseau, inspirado em parques urbanos como o Regent’s Park em Londres ou o Central Park em Nova York. O Parque Eduardo VII mudou de nome em 1903 depois da visita do Rei Eduardo VII de Inglaterra a Lisboa para celebrar os quinhentos anos da aliança entre Portugal e Inglaterra. Este parque urbano foi sendo mantido e melhorado até atingir o estado atual através da intervenção do arquiteto Francisco Keil, apresentando os seguintes pontos de interesse:

  • Pavilhão Carlos Lopes;
Pavilhão Carlos Lopes inauguraou-se com o nome de "Palácio das Exposições" em 1932 com a Grande Exposição Industrial Portuguesa. Em 1946 o pavilhão foi adaptado para receber enventos desportivos, e em 1984 recebeu o nome de Carlos Lopes em homenagem ao atleta português. O pavilhão esteve encerrado por fala de condições entre 2003 e 2017. Atualemente o Pavilhão Carlos Lopes acolhe uma exposição temporária sobre o turismo em Lisboa nos últimos 20 anos e, no torreão norte, uma exposição permanente sobre Carlos Lopes com mais de 300 peças, entre troféus e equipamentos
Pavilhão Carlos Lopes inauguraou-se com o nome de “Palácio das Exposições” em 1932 com a Grande Exposição Industrial Portuguesa. Em 1946 o pavilhão foi adaptado para receber enventos desportivos, e em 1984 recebeu o nome de Carlos Lopes em homenagem ao atleta português. O pavilhão esteve encerrado por fala de condições entre 2003 e 2017. Atualemente o Pavilhão Carlos Lopes acolhe uma exposição temporária sobre o turismo em Lisboa nos últimos 20 anos e, no torreão norte, uma exposição permanente sobre Carlos Lopes com mais de 300 peças, entre troféus e equipamentos
  • Estufa Fria;
  • Botequim do Rei;
  • Clube Desportivo Clube VII;
  • Jardim Amália Rodrigues;
  • Monumento ao 25 de Abril de 1974;
  • Restaurante Eleven;
  • Café Linha d’Água.

2. Ascensor da Glória é o ascensor tradicional mais utilizado de Lisboa, com aproximadamente três milhões de passageiros por ano, com ligação entre a Avenida da Liberdade e a Rua de São Pedro de Alcântara no Bairro Alto. O Ascensor da Glória foi inaugurado em 1885 com um projeto da autoria de Mesnier du Ponsard, fazendo um percurso aproximado de duzentos metros. As principais atrações do Ascensor da Glória são:

  • Proximidade da Praça dos Restauradores, da Avenida da Liberdade e do Bairro Alto;
  • Possibilidade de observar o casario e o movimento de turistas ao longo do percurso.
Cinema de São Jorge é um cinema emblemático de Lisboa desde a sua abertura em 1950. Atualemente encontra-se em vias de classificação como Imóvel de Interesse Público pelo IPPAR
Cinema de São Jorge é um cinema emblemático de Lisboa desde a sua abertura em 1950. Atualemente encontra-se em vias de classificação como Imóvel de Interesse Público pelo IPPAR

3. Cinema São Jorge – O Cinema São Jorge é um dos cinemas mais emblemáticos da cidade de Lisboa, localizado na Avenida da Liberdade. O cinema foi inaugurado em 1950 com um projeto da autoria de Fernando Silva, tendo as seguintes atrações:

  • Festivais de Cinema – com destaque para o DocLisboa ou o Festival de Cinema Francês;
  • Sala Manoel de Oliveira com mais de 800 lugares;
  • Cafetaria
Casa do Alentejo um edifício de arquitetura neo árabe onde podemos degustar a gastronomia tradicional alentejana em dois ambientes distintos, um local mais descontraído onde funciona um serviço de restaurante tipo tasca alentejana, e um salão requintado com serviço de refeições para grupos e eventos. A casa Alentejana é o local da sede da Associação Regionalista Alentejana.
Casa do Alentejo um edifício de arquitetura neo árabe onde podemos degustar a gastronomia tradicional alentejana em dois ambientes distintos, um local mais descontraído onde funciona um serviço de restaurante tipo tasca alentejana, e um salão requintado com serviço de refeições para grupos e eventos. A casa Alentejana é o local da sede da Associação Regionalista Alentejana.

4. Casa do Alentejo é a sede da Associação Regionalista Alentejana, localizada na Rua das Portas de Santo Antão, tendo sido constituída com o objetivo de divulgar e preservar a cultura alentejana. Os principais pontos de interesse da Casa do Alentejo são:

  • Biblioteca
  • Restaurantes de gastronomia alentejana;
  • Pátio central Andaluz: um pátio inspirado nos pátios marroquinos, onde é possível observar pequenas palmeiras, arcadas em estilo Neo Árabe, azulejos de inspiração mourisca e uma fonte ao centro
Ascensor do Lavra é o ascensor mais antigo de Lisboa, com ligação entre o Largo da Anunciada e a Rua Câmara Pestana, inaugurado em 1884
Ascensor do Lavra é o ascensor mais antigo de Lisboa, com ligação entre o Largo da Anunciada e a Rua Câmara Pestana, inaugurado em 1884

5. Ascensor do Lavra é o ascensor mais antigo de Lisboa, com ligação entre o Largo da Anunciada e a Rua Câmara Pestana, localizado na Calçada do Lavra. O Ascensor do Lavra foi inaugurado em 1884, devendo o nome devido à proximidade do Palácio do Lavra. As principais atrações do Ascensor do Lavra são:

  • Observação das habitações na Calçada do Lavra;
  • Vista sobre parte da cidade de Lisboa;
  • Vista da torre do Palácio do Lavra;
  • Proximidade do Jardim do Torel.

6. Cinemateca Portuguesa: é “o organismo nacional tutelado pelo Ministério da Cultura que tem por missão a salvaguarda e a divulgação do património cinematográfico”, localizada na Rua Barata Salgueiro. A Cinemateca Portuguesa foi inaugurada em 1948 e apresenta os seguintes pontos de interesse:

  • Mais de 70 mil elementos materiais relacionados com o cinema;
  • Mais de 21 mil obras de produção cinematográfica portuguesa;
  • Cinemateca Júnior;
  • Exposição Interactiva Pré-Cinema;
  • Cinemateca Digital.

7. Casa-Museu Medeiros de Almeida: é um espaço onde se pode visitar uma das maiores coleções privadas de artes decorativas europeias e asiáticas até ao século XIX, localizada na Rua Rosa Araújo. A Casa-Museu Medeiros de Almeida foi mandada construir pelo empresário António de Medeiros e Almeida (1895-1986) para residência privada, tendo passado a fundação em 1974. Os principais pontos de interesse são:

  • Serviço de chá português de Napoleão Bonaparte;
  • Coleção de relógios;
  • Quadros da autoria de Veloso Salgado a representar “Escola da Medicina Islâmica de Córdova”;
  • Relógio de bolso usado por Wellington e Junot;
  • Paliteiros de prata portuguesa do século XVIII;
  • Pinturas da autoria dos pintores flamengos do século XVII Brueghel;
  • Retrato de Rembrandt do século XVI;
  • Capela;
  • Biblioteca.

8. Jardim do Torel: é um jardim de Lisboa pouco conhecido, localizado na Rua Júlio de Andrade. O jardim é assim designado para homenagear o desembargador Cunha Thorel, que cedeu o terreno em 1928 à Câmara Municipal de Lisboa. O jardim é relativamente pouco conhecido por lisboetas e turistas, mas apresenta vários pontos de interesse, nomeadamente:

  • Miradouro que possibilita observar a Avenida da Liberdade e a colina de São Roque;
  • Quiosque com esplanada;
  • Lago artificial que durante o verão é transformado em piscina.

9. Sociedade de Geografia de Lisboa: é uma instituição que tem por objetivo a divulgação do estudo científico da Geografia, Etnologia e História da presença portuguesa em África e na Ásia, localizada na Rua das Portas e Santo Antão. A Sociedade de Geografia foi inaugurada em 1875, tendo sido instalada no edifício atual em 1897 por personalidades importantes da sociedade portuguesa, nomeadamente Luciano Cordeiro (1844-1900), Teófilo Braga (1843-1924). A Sociedade de Geografia é visitada por lisboetas, turistas e estudantes de escolas para conhecer as 60 mil obras, os 6 mil manuscritos e os 230 mil títulos disponíveis. As atrações da Sociedade de Geografia de Lisboa são:

  • Entrada: Quadro da autoria de Veloso Salgado a representar a chegada de Vasco da Gama à Índia;
  • Museu Etnográfico e Histórico: este museu, localizado na Sala Portugal, disponibiliza aproximadamente 30 mil peças, nomeadamente um “Punhal duplo da Índia“ do início do século XX, a “Urna de Dom Afonso de Albuquerque Velha Goa” do século XVI, um retrato pintado a óleo a representar Vasco da Gama e um Contador da Índia do século XVII;
  • Sala Algarve: um espaço onde se realizam conferências, reuniões e onde se encontram as estátuas a representar Vasco da Gama, o Infante Dom Henrique e Luís Vaz de Camões;
  • Sala dos Padrões: aqui é possível observar os padrões portugueses originais utilizados pelos navegadores para marcar quando chegavam a um local desconhecido;
  • Biblioteca: aqui é possível consultar as mais de 60 mil obras disponíveis, nomeadamente o manuscrito do “Contrato de compra a favor de Vasco da Gama das vilas da Vidigueira e de Frades” de 1519 ou o “Livro de Cálculos“ da autoria de Serpa Pinto de 1878;
  • Mapoteca: espaço onde se encontram alguns dos mais importantes mapas e globos da História de Portugal, nomeadamente os “Globos Coronelli” da autoria de Vincenzo Coronelli (1650-1718), a “Carta Portulano do Atlas de Giovanni Battista Agnese” de 1536/39 ou o “Mapa da Missão Geodésica de São Tomé e Príncipe” de 1916, ;
  • Fonoteca: aqui existem aproximadamente 20 mil peças nos mais variados suportes, nomeadamente fotografias de Moçambique, São Tomé e Príncipe e Angola do início do século XX

10. Loja Ginjinha Sem Rival é uma loja que vende ginja e integra a rede de lojas históricas de Lisboa, localizada na Rua das Portas de Santo Antão. A loja vende ginja desde que abriu em 1840, apresentando praticamente a mesma aparência: um pequeno balcão de mármore com um tampo de madeira e um móvel construído em forma de U onde é possível observar as várias garrafas de ginja da “Ginja Sem Rival”.

Outras atrações a explorar na Avenida da Liberdade

Museu e Biblioteca Nacional do Desporto é um espaço museológico onde é possível conhecer a história da participação de Portugal nos Jogos Olímpicos, localizado na Praça dos Restauradores. O museu foi inaugurado no Palácio Foz em 2012 para comemorar os 100 anos de participação de Portugal nos Jogos Olímpicos. Os principais pontos de interesse do Museu e Biblioteca Nacional do Desporto são:

  • Espaço Herança Olímpica, onde é possível observar cartazes, medalhas e equipamentos relacionados com os Jogos Olímpicos;;
  • Biblioteca Nacional do Desporto com mais de 60 mil publicações;
  • Sapatilhas usadas António Rodrigues nas Olímpiadas de Los Angeles de 1932;
  • Equipamento que Rosa Mota usou na maratona que ganhou nos Jogos Olímpicos de Seul em 1988;
  • Camisola do ciclista Joaquim Agostinho;
  • Bola de ouro de 1965 ganha por Eusébio.

Teatro Tivoli BBVA é um dos espaços culturais mais importantes da cidade de Lisboa onde é possível assistir a peças de teatro, bailados, concertos e festivais de humor, localizado na Avenida da Liberdade. As peças de teatro encontram-se quase permanentemente esgotadas, sendo frequentado por lisboetas e turistas de todas as classes sociais e idades. O espaço foi inaugurado em 1924 por desejo de Frederico Lima Mayer e encomendado ao arquiteto Raul Lino. As principais atrações do Teatro Tivoli BBVA são:

  • Realização de bailados, nomeadamente “O Lago dos Cisnes” e “A Bela Adormecida”;
  • Concertos de artistas portugueses como Teresa Salgueiro ou David Fonseca;
  • Realização de festivais, especialmente Festival Super Bock em Stock ou o Fashion Tv Awards.

Coliseu dos Recreios é uma das salas de espetáculos de Lisboa mais frequentadas e conhecidas, localizado na Rua das Portas de Santo Antão. O Coliseu dos Recreios foi inaugurado em 1890 com o objetivo de ser uma sala de espetáculos destinada às classes mais baixas da sociedade mas com peças de qualidade. Este espaço cultural é atualmente muito frequentado pela sociedade lisboeta devido à realização de peças e concertos de grande qualidade, nomeadamente “Mário Laginha e Camané”, “Circo de Natal”, “O Lago dos Cisnes” ou “O Quebra Nozes”

Quiosques da Avenida da Liberdade são locais de confraternização e pequenos snacks ao longo dos jardins da Avenida da Liberdade
Quiosques da Avenida da Liberdade são locais de confraternização e pequenos snacks ao longo dos jardins da Avenida da Liberdade

Quiosques da Avenida da Liberdade são locais onde é possível saborear a gastronomia portuguesa, localizados ao longo da Avenida da Liberdade. Os quiosques pintados de verde são um total de sete, nomeadamente:

  • “Banana Café”: composto por dois quiosques localizados na Avenida onde é possível beber sumos naturais ou cocktails e comer tostas e saladas.;
  • “Hot Dog Lovers”: quiosque onde é possível experimentar cachorros quentes tradicionais e vegetarianos;
  • “Ribadouro”: O quiosque “Ribadouro” pertence à marisqueira “Ribadouro” localizada na Avenida da Liberdade ;
  • “Charcutaria Lisboa”: Este quiosque é especializado em queijos e enchidos;
  • “Melhor Bolo de Chocolate do Mundo”: este quiosque apresenta como principal oferta o Bolo de Chocolate classificado como o melhor do mundo em 2011.
Monumento dos Combatentes da Grande Guerra é um monumento com o objetivo de homenagear o “Soldado da Primeira Guerra Mundial”, da autoria do escultor Maximiano Alves e do arquiteto Guilherme Rebelo de Andrade
Monumento dos Combatentes da Grande Guerra é um monumento com o objetivo de homenagear o “Soldado da Primeira Guerra Mundial”, da autoria do escultor Maximiano Alves e do arquiteto Guilherme Rebelo de Andrade

Monumento dos Combatentes da Grande Guerra: é um monumento com o objetivo de homenagear o “Soldado da Primeira Guerra Mundial” que participou na Primeira Guerra Mundial, da autoria do escultor Maximiano Alves e do arquiteto Guilherme Rebelo de Andrade. O Monumento dos Combatentes da Grande Guerra é composto por uma figura central do “Soldado” que representa “A Pátria” inaugurado em 1931 na Avenida da Liberdade; e duas figuras masculinas que simbolizam o peso dos 5 mil soldados que morreram na Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

Estatuária da Avenida da Liberdade é um conjunto de estatuária que presta homenagem a sete personalidades da cultura e política portuguesa:

  • Estátua de Almeida Garrett na Avenida da Liberdade, escultura de BARATA FEYO
Estátua de Almeida Garrett
Estátua de Almeida Garrett
  • Estátua de Oliveira Martin, autoria de Leopoldo de Almeida
estátua de Oliveira Martin
estátua de Oliveira Martin
  • Escultura de Rui Chafes
  • Busto de Fryderyk Chopin, autoria de Bolesław Syrewicz
  • Estátua de Simón Bolívar, autoria de Arturo Rus Aguilero
estátua de Simón Bolívar
estátua de Simón Bolívar
  • Monumento Alegoria ao Rio Tejo, autoria de Alexandre Gomes
  • Monumento a Pinheiro Chagas, autoria de Costa Motta-tio
  • Hotel Tivoli
  • Casa-Museu Medeiros e Ferreira
  • Parque Mayer
  • Igreja da Pena
  • Igreja de São Luís dos Franceses
  • Jardim Botânico de Lisboa
  • Hotel Clube Portugal
  • Sociedade de Geografia de Lisboa
  • Terraço Hotel Altis Avenida
  • Terraço I’m in Eden
  • Terraço Level Eight
  • Terraço Limão
  • Terraço Sky Bar

Ruas e praças principais

Rotunda do Marquês de Pombal

Praça Marquês de Pombal é a maior rotunda da cidade de Lisboa, localizada entre a Avenida da Liberdade e o Parque Eduardo Sétimo. No centro da rotunda existe uma praça com a estátua de Homenagem ao Marquês de Pombal situado no topo de um monumento com 40 metros de altura.
Praça Marquês de Pombal é a maior rotunda da cidade de Lisboa, localizada entre a Avenida da Liberdade e o Parque Eduardo Sétimo. No centro da rotunda existe uma praça com a estátua de Homenagem ao Marquês de Pombal situado no topo de um monumento com 40 metros de altura.

A Praça Marquês de Pombal é a maior rotunda da cidade de Lisboa, localizada entre a Avenida da Liberdade e o Parque Eduardo Sétimo. Nesta praça é possível observar o típico rebuliço citadino e cosmopolita de Lisboa, sendo uma zona central da cidade de Lisboa que distribuí o trafego para as principais artérias rodoviárias da cidade, é principalmente um local de passagem para lisboetas, turistas, tuck tucks e viaturas automóveis. A rotunda é assim designada desde 1882 para homenagear o Primeiro Ministro Marquês de Pombal, considerado o grande responsável pela reconstrução da Baixa depois do Terramoto de 1 de Novembro de 1755. A aparência atual da praça começou a tomar forma a partir de 1934 com a inauguração Monumento de Homenagem ao Marquês de Pombal da autoria dos escultores Francisco Santos, Simões de Almeida e Leopoldo de Almeida e dos arquitetos Adães Bermudes e António Couto. A Praça Marquês de Pombal foi palco de acontecimentos importantes da História Moderna de Portugal, nomeadamente:

  • Acontecimentos políticos – Implantação da República em 1910, o Golpe de Estado de 1926 e a Revolução do 25 de Abril de 1974;
  • Cerimónias oficiais – realização de cerimónias para celebrar a Restauração da Independência de 1640, a Revolução dos Cravos, o dia 5 de Outubro de 1910, as Festas Populares de Santo António
  • Manifestações de classes sociais e profissionais Manifestações de professores, de polícias e da população em geral;

A Praça Marquês de Pombal apresenta inúmeras atrações, nomeadamente:

  • Monumento de Homenagem ao Marquês de Pombal, um monumento foi inaugurado a 13 de Maio de 1934 com quarenta metros de altura, da autoria dos arquitetos Adães Bermudes e António do Couto, e dos escultores Francisco dos Santos, Simões de Almeida (sobrinho) e Leopoldo de Almeida. Os principais destaques são:
    • Estátua do Marquês de Pombal com um leão, símbolo de força e poder;
Estátua em bronze de Marques de Pombal acompanhado pelo leão símbolo do poder, da força, e da determinação da realeza
Estátua em bronze de Marques de Pombal acompanhado pelo leão símbolo do poder, da força, e da determinação da realeza
    • Medalhões com retratos a representar várias figuras portuguesas, nomeadamente o escultor Joaquim Machado de Castro (1731-1832), o escritor Luís António Verney (1713-1792), do General alemão Conde de Lippe (1724-1777), o Ministro José de Seabra da Silva (1732-1813), do físico António Nunes Ribeiro Sanches (1699-1783), do arquiteto Eugénio dos Santos (1711-1760), do diplomata Dom Luís da Cunha (1662-1749) e do engenheiro Manuel da Maia (1677-1768)
    • Inscrição das grandes reformas realizadas pelo Marquês de Pombal na base do pedestal, nomeadamente “Criação e Protecção de muitas indústrias”, “Modernização e Fomento Agrícola”, “Reedificação de Lisboa”, “Fundação da Primeira Escola de Comércio”, “Reforma do Ensino Superior: Colégio dos Nobres e Universidade de Coimbra”, “Expulsão dos Jesuítas”, “Abolição da Escravatura em Portugal”, “Reorganização do Exército e da Marinha”;
    • Estátuas a representar Lisboa ao centro do monumento;
    • Estátuas a representar a “Agricultura” do lado direito, a “Educação” através da escultura da Deusa Minerva ao centro e do lado esquerdo representação do Comércio.
Estátuas na base do monumento de Marques de Pombal, com a mulher nua simbilizando Lisboa reconstruída, juntamente com as esculturas de Plutão e Poseidon simbolizando as melhorias a Lisboa efetuadas por Marques de Pombal. A proa da Nau simbolizando a renovação da marinha mercante. Grupo escultórico ao lado direito representando a agricultura, as Redes ao lado esquerdo representando a pesca.
Estátuas na base do monumento de Marques de Pombal, com a mulher nua simbilizando Lisboa reconstruída, juntamente com as esculturas de Plutão e Poseidon simbolizando as melhorias a Lisboa efetuadas por Marques de Pombal. A proa da Nau simbolizando a renovação da marinha mercante. Grupo escultórico ao lado direito representando a agricultura, as Redes ao lado esquerdo representando a pesca.
  • Parque Eduardo VII
  • Avenida da Liberdade
  • Hotel Fénix Lisboa

Avenida da Liberdade: é a principal via de comunicação da cidade de Lisboa, localizada entre a Praça dos Restauradores e a Rotunda do Marquês de Pombal. A Avenida da Liberdade é uma das maiores avenidas do país com aproximadamente 1,5 kms de comprimento e 90 metros de largura, sendo um local privilegiado da cidade para compras de luxo, cultura, reuniões e passagem. A Avenida da Liberdade foi inaugurada em 1886 com o objetivo de dotar a capital portuguesa de um local semelhante às “Ramblas” em Barcelona e aos “Campos Elísios” de Paris. A Avenida da Liberdade é um espaço cosmopolita, seguro e o centro económico da cidade, com os seguintes pontos de interesse:

  • As lojas de moda de luxo;
  • Monumentos e estátuas;
  • Quiosques com esplanadas;
  • Instituições importantes para a cidade, nomeadamente o Teatro Tivoli, o Hard Rock Café, o edifício-sede do Diário de Notícias e o Cinema São Jorge.
Prada Avenida da Liberdade
Prada Avenida da Liberdade

Praça dos Restauradores: é uma das praças e zonas de passagem mais importantes da cidade de Lisboa, com ligação entre a Praça Dom Pedro IV (Rossio), e a Avenida da Liberdade. A Praça dos Restauradores é uma zona central muito movimentada de Lisboa, zona de passagem de turistas, tuck tucks, automóveis e transportes públicos. As principais atrações são:

Praça dos Restauradores localizada no início da Avenida da Liberdade, na ligação entre a Praça Dom Pedro IV (Rossio), e a Avenida da Liberdade
Praça dos Restauradores localizada no início da Avenida da Liberdade, na ligação entre a Praça Dom Pedro IV (Rossio), e a Avenida da Liberdade
  • Monumento dos Restauradores inaugurado em 1886 com um projeto da autoria de Tomás da Fonseca para homenagear a Guerra da Restauração da Independência de 1640, com destaque para o Obelisco com aproximadamente 33 metros de altura que simboliza a adoração ao Sol; a Estátua de bronze a representar o “Génio da Independência” da autoria de Alberto Nunes que simboliza a libertação de Portugal em relação a Espanha; a Estátua de bronze a representar “A Vitória” da autoria de Simões de Almeida; a Inscrição no pedestal das datas e nomes das batalhas mais importantes da Guerra da Restauração;
  • Estátua de Homenagem ao Calceteiro de Lisboa da autoria de Sérgio Stichni, com destaque para a representação da Barca de São Vicente em calçada portuguesa;
  • Hard Rock Café: um espaço de restauração integrado no edifício do antigo cinema Condes, onde é possível degustar comida norte-americana. O Hard Rock Café foi inaugurado em 2003, tendo sido uma das primeiras marcas dos Estados Unidos da América a implantar-se em Portugal. No Hard Rock Café da avenida da Liberdade, as mesas encontram-se rodeadas por mais de 73 mil peças relacionadas com a história da música, nomeadamente guitarras autografadas por guitarristas de renome, peças de roupa utilizadas em concertos pelos grandes artistas, e muitos mais acessórios de personalidades famosas.
  • Hotel Avenida Palace é um hotel de luxo integrado num palácio do século XIX. O Avenida Palace foi inaugurado em 1892, destacando-se pelos 82 quartos de luxo disponíveis.
  • Palácio Foz é o espaço onde se encontram várias instituições, nomeadamente o Museu do Desporto e o Museu Nacional da Música. O Palácio Foz foi inaugurado no século XVIII, com destaque para a Abadia; o Jardim; a Cinemateca Júnior; e a Biblioteca.

Rua das Portas de Santo Antão é uma das zonas pedonais mais movimentadas da cidade, com a ligação entre o Largo de São Domingos e a Rua de São José. A Rua das Portas de Santo Antão é muito procurada por turistas e gente local devido às esplanadas, aos edifícios históricos, aos restaurantes e teatros. A Rua das Portas de Santo Antão é das mais antigas da cidade de Lisboa, tendo sido uma das principais entradas de Lisboa entre o século XIV e o século XVIII. Na Rua das Portas de Santo Antão podemos explorar as seguintes atrações:

  • Sociedade de Geografia de Lisboa;
  • Elevador do Lavra;
  • Casa do Alentejo;
  • Pátio do Tronco;
  • Ateneu Comercial de Lisboa;
  • Coliseu dos Recreios;
  • Teatro Politeama;
  • Loja Ginjinha Sem Rival;
  • Leitaria Anunciada;
  • Restaurante Gambrinus;
  • Restaurante Solar dos Presuntos.
Rua das Portas de Santo Antão é uma rua paralela à Avenida da Liberdade, com ligação à praça dos Restauradores, é das zonas pedonais mais movimentadas da cidade de LIsboa, com a ligação entre o Largo de São Domingos e a Rua de São José
Rua das Portas de Santo Antão é uma rua paralela à Avenida da Liberdade, com ligação à praça dos Restauradores, é das zonas pedonais mais movimentadas da cidade de LIsboa, com a ligação entre o Largo de São Domingos e a Rua de São José

Feiras, Festas e Romarias da Avenida da Liberdade

  • Feira na Avenida: realiza-se mensalmente no segundo fim-de-semana
  • Marchas Populares de Lisboa: realizam-se anualmente na noite de 12 para 13 Junho

Locais onde fazer compras na Avenida da Liberdade

  • André Opticas
  • Burberry
Burberry Avenida da Liberdade, Lisboa
Burberry Avenida da Liberdade, Lisboa
  • Carolina Herrera
  • Cartier
Cartier avenida da Liberdade
Cartier avenida da Liberdade
  • Comcor
  • COS: Collection of Style
  • David Rosas
David Rosas avenida da Liberdade, Portugal
David Rosas avenida da Liberdade, Portugal
  • Dolce & Gabana
  • Emporio Armani
  • Ermenegildo Zegna
  • Fashion Clinic
  • Fátima Lopes
  • Fly London
  • Foreva
  • Gant
  • Gucci
Gucci avenida da Liberdade, Portugal
Gucci avenida da Liberdade, Portugal
  • Gilles Fine Jewellry
  • Hugo Boss
  • I Pinco Pallino
  • Juliana Herc
  • Lanidor
  • Livraria Leya na Bucholz
  • Loja das Meias
  • Loewe
Loewe Avenida da Liberdade
Loewe Avenida da Liberdade
  • LongChamp
  • Louis Vuitton
  • Luís Onofre
  • Machado Joalheiro
  • Maria João Bahia
  • Maxmara
  • Michael Korks
  • Miu Miu
  • Montblanc
  • Panerai
  • Prada
  • Rosa e Teixeira
  • Stivali
  • Tivoli Forum
  • Tod’s
  • Tony Miranda
  • Torres Joalheiros
  • Wicket Jones
  • Zadig & Voltaire

Empreendimentos turísticos na Avenida da Liberdade

Hotel Lisboa Liberdade
Hotel Lisboa Liberdade
  • Altis Avenida Hotel
  • Fontecruz Lisboa Autograph Collection
  • Hotel Avenida Palace
  • Porto Bay Liberdade
  • Sofitel Lisbon Liberdade
  • Tivoli Avenida da Liberdade
  • Torel Palace
  • Valverde Hotel
  • Avani Avenida Liberdade
  • BessaHotel Liberdade
  • Heritage Avenida
  • Hotel Fénix Lisboa
  • Hotel Florida
  • Hotel Lisboa Plaza
  • Hotel Marquês de Pombal
  • Inspira Santa Marta
  • NH Collection Lisbon Liberdade
  • Turim Avenida Liberdade Hotel
  • Vincci Liberdade

Transportes e acessos à Avenida da Liberdade

A Avenida da Liberdade tem os seguintes transportes disponíveis:

  • Metropolitano de Lisboa: ao longo da Avenida existem três estações:
    • Estação dos Restauradores (Linha Azul);
    • Estação da Avenida (Linha Azul);
    • Estação Marquês de Pombal (Linha Azul e Linha Amarela).
  • Comboios: é possível viajar de comboio a partir da estação do Rossio, localizada a lado da Praça dos Restauradores. A partir da Estação do Rossio é possível deslocar-se dentro da cidade de Lisboa ou para locais fora da capital portuguesa, como Sintra por exemplo. O edifício da Estação do Rossio merece uma visita pormenorizada devido ao estilo arquitetónico, à presença de uma loja da cadeia de cafés norte-americana Starbucks e do empreendimento turístico Lisbon Destination Hostel
  • Parques de Estacionamento: na Avenida da Liberdade existem três parques de estacionamento:
    • Praça dos Restauradores;
    • Praça da Figueira;
    • Parque da Avenida Alexandre Herculano (próximo à Avenida da Liberdade).

História de Avenida da Liberdade

A Avenida da Liberdade foi o primeiro jardim público de Lisboa, criado após o Terramoto de 1 de Novembro de 1755. Em 1764 era um jardim fechado e envolvido por um muro, destinado exclusivamente à aristocracia portuguesa. Marquês de Pombal colocou o arquitecto Reinaldo Manuel à frente deste projeto, em 1821 o muro foi destruído e o jardim foi aberto a toda a população. A Avenida da Liberdade começou a tomar a forma atual. O objetivo deste novo projeto da Avenida da Liberdade, era dotar a capital portuguesa de uma grande avenida à semelhança dos Campos Elísios de Paris. A Avenida da Liberdade começou a tomar a forma atual entre 1879 e 1882. A Avenida da Liberdade é o local com o metro quadrado imobiliário mais caro de Lisboa, e onde se realizam vários eventos, nomeadamente o desfile das Marchas Populares de Lisboa, o ponto alto das Festas da Cidade na noite de 12 Junho.

Localização da Freguesia de Santo António (Avenida da Liberdade) no mapa de Lisboa

Localização da freguesia de Santo António no mapa de Lisboa
Localização da freguesia de Santo António no mapa de Lisboa
Back to Top
error: