Campo de Ourique e Amoreiras

Complexo das Amoreiras foi o primeiro grande espaço de comércio e serviços numa cidade de Portugal, criado em 1985, é composto por um shopping, edifícios de escritórios e habitação. Conhecido por "Amoreiras", criou um hub de negócios e lazer no centro de Campo de Ourique
Complexo das Amoreiras foi o primeiro grande espaço de comércio e serviços numa cidade de Portugal, criado em 1985, é composto por um shopping, edifícios de escritórios e habitação. Conhecido por “Amoreiras”, criou um hub de negócios e lazer no centro de Campo de Ourique

Campo de Ourique e Amoreiras é um bairro situado numa das colinas e entradas de Lisboa, antes da Praça do Marquês de Pombal. Campo de Ourique é uma zona conhecida pelo centro comercial Amoreiras, o primeiro centro comercial construído em Portugal no ano de 1985, e o Liceu Francês Charles Lepierre, considerada uma das melhores escolas do Portugal. Campo de Ourique está integrado na freguesia de Campolide, um dos acessos da zona sul e oeste a Lisboa. Diariamente em hora de ponta, a partir das 18 horas, esta zona fica intransitável, devido aos automóveis que saem de Lisboa em direção às cidades circundantes: a autoestrada A5 faz a ligação a Cascais e a Sintra. As Amoreiras são uma zona comercial devido à presença do Amoreiras Shopping Center, um local com importantes escritórios de negócios e de turismo de luxo, hotéis de quatro e cinco estrelas, nomeadamente os Hoteis Ritz, Tivoli, Dom Pedro Lisboa e outros hotéis de destaque. Campo de Ourique e Amoreiras e considerada uma zona de glamour e de gastronomia de luxo devido à presença de alguns restaurantes, com destaque para o restaurante Eleven e para o La Trattoria. É uma zona residencial devido ao bairro de Campo de Ourique e uma zona multicultural devido à presença da Mesquita Central de Lisboa. Campo de Ourique é definitivamente um local moderno e escolhido por muitos dos empresários que visitam Lisboa para fazer negócios.

Campo de Ourique é administrado pela Junta de Freguesia de Campo de Ourique

Atrações a visitar em Campo de Ourique e Amoreiras (top 10)

1. Centro Comercial das Amoreiras é um centro comercial e um dos espaços simbólicos da cidade de Lisboa, localizado na Avenida Duarte Pacheco. O Centro Comercial das Amoreiras foi inaugurado em 1985 com um projeto da autoria do arquiteto Tomás Taveira, tendo sido na época o primeiro centro comercial de Portugal e o quarto maior shopping da Europa. O Amoreiras Shopping Centre é atualmente muito frequentado por portugueses e turistas. As principais atrações são:

  • Amoreiras 360º Panoramic View, um miradouro localizado no topo das Torres das Amoreiras com aproximadamente 17 metros de altura. O acesso ao miradouro é feito através do piso 2 do Amoreiras Shopping Center, disponibilizando uma vista de 360º sobre a cidade de Lisboa, nomeadamente: Rio Tejo, Ponte 25 de Abril, Cristo Rei, Castelo de São Jorge, Basílica da Estrela, Sé Catedral de Lisboa, Rotunda do Marquês de Pombal ou o Parque Eduardo VII;
  • Existência de mais de duzentas lojas de marcas nacionais e estrangeiras, especialmente Chanel, Ralph Lauren, Calvin Klein, Hugo Boss;
  • Zona de restauração com mais de três mil metros quadrados, onde é possível degustar gastronomia portuguesa e estrangeira em restaurantes como O Madeirense, a Black House, O Barbatana ou o Serra da Estrela.

2. Aqueduto das Águas Livres é um sistema de abastecimento de água da cidade de Lisboa, localizado no Vale de Alcântara. O Aqueduto foi construído a partir de 1748 com um projeto da autoria António Cannevari, Manuel da Maia e Carlos Mardel, tendo uma extensão de 58 kms distribuídos por 127 arcos, estando o troço principal no Vale de Alcântara com 36 arcostendo e o arco mais alto com uma altitude de 65 metros. O Aqueduto das Águas Livres foi desativado em 1973 e aberto ao público para visitas em 1986. Os principais destaques do Aqueduto são o Museu da Água; a Mãe d’Água das Amoreiras; e o Reservatório da Patriarcal no Jardim do Princípe Real.

Portalão das Amoreiras final do Aqueduto das Águas Livres, construído entre os séculos XVIII XIX, abastece água a Lisboa numa rede total de 58 km de aqueduto, com a ação da gravidade , em que o ramal principal tem 14km, desde Mãe de Água Velha em Casal de Cambra até Campo de Ourique
Portalão das Amoreiras final do Aqueduto das Águas Livres, construído entre os séculos XVIII XIX, abastece água a Lisboa numa rede total de 58 km de aqueduto, com a ação da gravidade , em que o ramal principal tem 14km, desde Mãe de Água Velha em Casal de Cambra até Campo de Ourique

3. Igreja do Santo Condestável é um templo cristão construído para homenagear Dom Nuno Álvares Pereira (1360-1431), localizada em Campo de Ourique. A igreja foi inaugurada em 1951 com um projeto da autoria de Vasco Morais Palmeiro (Regaleira), tendo uma cruz latina com três naves. Os principais destaques da Igreja do Santo Condestável são a Fachada principal com as estátuas a representar o Anjo de Portugal do lado esquerdo e São Miguel Arcanjo do lado direito, da autoria de Leopoldo de Almeida; a Capela-Mor com um Fresco a representar a glorificação do Beato Nuno de Santa Maria, da autoria dos pintores Portela Júnior e Joaquim Rebocho; os Vitrais a representar o Sagrado Coração de Jesus, o Bom Pastor, O Coração de Maria, A Anunciação do Anjo, da autoria de Almada Negreiros. e as Relíquias do Santo Condestável.

4. Casa-Museu Amália Rodrigues é um espaço museológico dedicado à preservação da obra da fadista Amália Rodrigues, localizada na Rua de São Bento. A Casa-Museu, antiga residência da cantora, foi inaugurada em 1999. Os principais destaques da Casa-Museu Amália Rodrigues são a sala, o quarto, a decoração com temática alusiva ao fado e um pequeno jardim exterior.

5. Mercado Municipal de Campo de Ourique é um dos mercados mais importantes da cidade de Lisboa, localizado na Rua Coelho da Rocha. O mercado original foi inaugurado em 1934, tendo sido declarado património da Câmara Municipal de Lisboa em 1973 e relançado em 2013 com inspiração no Mercado da Ribeira. Os principais destaques do Mercado Municipal de Campo de Ourique são as Bancas tradicionais de venda de peixe e legumes; e os 16 espaços de gastronomia variada.

6. Casa Fernando Pessoa é um museu dedicado à preservação e divulgação da vida e obra do escritor lisboeta Fernando Pessoa, localizada na Rua Coelho da Rocha. A Casa Fernando Pessoa foi o local onde Fernando Pessoa viveu os último quinze anos de vida. Fernando Pessoa (1888-1935) é um dos escritores portugueses mais conhecidos do mundo. O escritor português nasceu em Lisboa numa casa em frente ao Teatro Nacional de São Carlos, viveu nove anos da infância na África do Sul, onde o pai era Cônsul e morou em quartos e apartamentos na cidade de Lisboa até morrer em 1935 na Rua Conde da Rocha. Fernando Pessoa publicou várias obras, nomeadamente “Livro do Desassossego” em 1913, “A Mensagem” de 1934, fundou a editora Olisipo em 1821 e a revista “Atena” em 1924. Os principais destaques da Casa Fernando Pessoa são: o mobiliário utilizado por Fernando Pessoa, nomeadamente a cómoda ou a estante onde guardava os livros; a Documentação onde é possível observar um bilhete de identidade, vários cartões de visita, contrato de arrendamento do apartamento, a carta escrita ao crítico literário Adolfo Casais Monteiro onde explica a técnica de escrita que usa e a folha onde escreveu a última frase na véspera da morte: “I know not what tomorrow will bring”; a Biblioteca Particular, atualmente totalmente digitalizada; e o Quadro de homenagem a Fernando Pessoa pintado em 1954 da autoria de Almada Negreiros.

7. Cemitério dos Prazeres é um dos cemitérios mais importantes do país, considerado um autêntico museu a céu aberto, localizado na Praça João Bosco. O Cemitério dos Prazeres começou a ser construído em 1833 para acolher os corpos das vítimas mortais da epidemia de cólera que grassava na altura em Lisboa, tendo mais tarde integrado o novo plano de enterramento da Câmara Municipal de Lisboa, com o objetivo de migrar os 130 pequenos cemitérios que existiam em toda a cidade para apenas dois grandes cemitérios – Cemitério dos Prazeres, a ocidente e Cemitério do Alto de São João, a oriente. Os principais destaques do Cemitério dos Prazeres são: o Mausoléu dos Duques de Palmela, o maior mausoléu privado da Europa, construído em 1847 com um projeto da autoria do italiano Cinatti. No Mausoléu dos Duques de Palmela existem mais de 200 túmulos, incluindo os túmulos dos empregados mais próximos da família dos Duques de Palmela; a coleção de árvores ciprestes maior e mais antiga da Península Ibérica; mais de 7 mil jazigos distribuídos por 12 hectares; a Cripta dos Bombeiros Sapadores, inaugurada em 1878 com um projeto do arquiteto Dias da Silva para homenagear a corporação de Bombeiros Sapadores. Nesta cripta encontram-se as antigas salas de autópsias, local onde foram realizadas as primeiras autópsias fora do Instituto de Medicina Legal; o Jazigo de António Augusto Monteiro, António Augusto Monteiro (1848-1920) foi o responsável pela criação da Quinta da Regaleira em Sintra. O túmulo foi construído em 1908 com um projeto da autoria de Luigi Manini (1848-1936); o Jazigo da Condessa de Burnay, projetado pelo arquiteto Ernest Korrodi (1870-1944); o Talhão dos Artistas, o local onde estão sepultados alguns dos artistas portugueses mais importantes, nomeadamente:

  • António Gedeão;
  • Cândida Branca Flor;
  • Carlos Paredes;
  • Henriques Mendes;
  • Mário Cesariny;
  • Vasco Santana;
  • Ofélia Queiroz, a única namorada conhecida de Fernando Pessoa.

8. Jardim Marcelino Mesquita é um dos jardins mais antigos da cidade de Lisboa, localizado na Praça das Amoreiras. O Jardim Marcelino Mesquita, é também conhecido por Jardim das Amoreiras devido à existência de 331 amoreiras, foi mandado construir em 1711 por Marquês de Pombal com o objetivo de desenvolver a indústria das sedas em Portugal. Os principais destaques do Jardim Marcelino Mesquita são: o Aqueduto das Águas Livres; o Museu Arpad Szènes Vieira da Silva, localizado na antiga Fábrica das Sedas construída a mando de Marquês de Pombal; a Capela de Nossa Senhora de Monserrate, construída a mando dos trabalhadores da Fábrica da Seda em 1768 em homenagem à padroeira dos artífices franceses. A Capela de Nossa Senhora de Monserrate foi construída no espaço de um dos arcos do Aqueduto das Águas Livres.

9. Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras é o reservatório de água mais antigo de Lisboa, localizado na Praça das Amoreiras. O Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras foi projetado em 1746 por Carlos Mardel com o objetivo de receber a água que passava pelo Aqueduto das Águas Livres, e posteriormente distribuí-la pela cidade. O reservatório demorou um total de 88 anos a ser construído, sendo atualmente uma estrutura integrada no Museu da Água. Os principais destaques do Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras são: os arcos de volta perfeita; o Terraço panorâmico; o Tanque de 7,5 metros de profundidade com capacidade para 5500 m3 de água; e a Casa do Registo, o local de saída dos caudais de água para os chafarizes, fábricas, conventos e casas nobres.

10. Casa Veva de Lima é o local onde se encontra a sede da Associação Casa Veva de Lima, localizada na Rua Saraiva de Carvalho. Genoveva Lima Mayer (1886-1963), comumente conhecida por Veva Lima era reconhecida como escritora, pela excentricidade de ter uma pantera como animal de estimação, e pela vida amorosa atribulada, apesar de ser casada, foi uma das conhecidas namoradas de Oliveira Salazar. Os principais destaques Casa Veva de Lima são: ser um dos espaços onde foi filmado o filme “Os Maias”; a Realização de tertúlias quinzenais; e a decoração do interior.

Outras atrações a explorar em Campo de Ourique e Amoreiras

  • Ermida do Senhor Jesus dos Terramotos é uma ermida do século XVIII, localizada na Rua do Arco do Carvalhão. A ermida foi construída entre 1756 e 1796, e reconstruída em 1842. A principal atração da Ermida do Senhor Jesus dos Terramotos é o facto de se encontrar próximo das Escadinhas do Terramoto.
  • Monumento a Maria da Fonte é uma estátua dedicada a Maria que liderou a revolta da Maria da Fonte no Minho em 1846. A estátua foi inaugurada em 1920 com um projeto da autoria de António da Costa Motta (tio).
  • Cinema Europa é um Espaço Cultural Cinema Europa, localizado na Rua Francisco Metrass. O Cinema Europa foi inaugurado na década de 1930 com um projeto da autoria de Raul Martins, tendo sido um dos cinemas mais importantes da cidade de Lisboa. O Cinema Europa funcionou como cinema até 1981, acabando por ser demolido em 2010. O edifício foi mais tarde recuperado pelo movimento cívico SOS Cinema Europa, que juntou cidadãos do bairro de Campo de Ourique e da cidade de Lisboa para reconstruir o edifício. As principais atrações do Cinema Europa são a Biblioteca de Cinema; e o Alto-Relevo, da autoria de Euclides Vaz
  • Igreja de Santa Isabel é uma igreja do século XVIII, localizada na Rua Saraiva de Carvalho. A igreja foi inaugurada em 1748 projetada em estilo Neoclássico, com uma vasta dimensão interior e um Retábulo-Mor em talha dourada.
  • Centro Comercial Twin Towers
  • Convento do Senhor Jesus da Boa Morte
  • Igreja do Colégio de Nossa Senhora da Conceição de + Campolide
  • Mesquita Central de Lisboa
  • Oficinas de São José
  • Pátio dos Artistas
  • Praça de Campolide
  • Praça de Espanha
  • Teatro Aberto

Ruas e praças principais em Campo de Ourique e Amoreiras

Rua Coelho da Rocha é uma das ruas centrais de Campo de Ourique, com ligação entre a Rua Sampaio Brito, a Rua Saraiva de Carvalho e a Rua da Estrela. A rua é assim designada para homenagear Manuel António Coelho da Rocha (1793-1850), um Sacerdote Professor Universitário em Coimbra e deputado na Câmara de Deputados em 1836. Os principais pontos de interesse existentes na Rua Coelho da Rocha são: o Mercado Municipal de Campo de Ourique; e a Casa-Museu Fernando Pessoa.

Rua Saraiva de Carvalho é uma das ruas mais movimentadas do bairro de Campo de Ourique, com ligação entre a Praça São João Bosco e a Rua Saraiva de Carvalho. A Rua Saraiva de Carvalho é assim designada em homenagem a Saraiva de Carvalho (1839-1882),deputado, professor de Direito em Coimbra e proprietário de uma das sociedades de advogados mais importantes da cidade de Lisboa durante o século XIX. Os principais pontos de interesse são: a Igreja do Santo Condestável; os Salesianos de Lisboa; e a Livraria Salesiana de Lisboa

Praça São João Bosco é uma praça do Bairro de Campo de Ourique próxima do Cemitério dos Prazeres e dos Salesianos de Lisboa, com ligação à Estrada dos Prazeres, à Rua Sampaio Bruno, à Rua Saraiva de Carvalho e à Rua Coronel Ribeiro Viana. A Praça São João Bosco é assim designada devido a São João Bosco ter sido o responsável pela fundação dos Salesianos em Itália, um método de ensino preventivo e com ausência total de castigos. Atualmente os Salesianos existem em vários países, nomeadamente Itália, Espanha, Portugal, França, Inglaterra, Bélgica, Suíça, Áustria, Palestina, Argélia, México, Argentina, Equador, Brasil, Paraguai, Bolívia, Uruguai, Chile, Perú, Venezuela, Colômbia e Estados Unidos da América. As principais atrações existentes próximo da Praça São João Bosco são: o Cemitério dos Prazeres; os Salesianos de Lisboa; o Jardim dos Prazeres; e a Estátua de Dom Bosco.

Rua Maria Pia é uma das ruas de entrada e saída para o centro de Lisboa e uma das maiores ruas de Campo de Ourique, com ligação entre a Rua Arco do Carvalhão e a Rua João de Oliveira Miguel. A Rua Maria Pia é assim designada para homenagear a Rainha de Portugal Maria Pia de Sabóia (1847-1911), esposa do Rei Dom Luís. Os principais pontos de interesse da Rua Maria Pia são: a Vila Graciete, uma antiga vila de operários; a Vila Neves também uma antiga vila de operários; e a Estação de Comboios de Alcântara.

Estabelecimentos de Ensino em Campo de Ourique e Amoreiras

  • Escola Mestre Querubim Lapa
  • Escola Secundária Josefa de Óbidos
  • Liceu Francês Charles Lepierre
  • NOVA IMS Information Management School
  • Salesianos de Lisboa
  • Universidade Nova de Lisboa

Empreendimentos Turísticos em Campo de Ourique e Amoreiras

  • Altis Prime Hotel
  • Corinthia Hotel Lisbon
  • Epic Sana Lisboa Hotel
  • Four Seasons Hotel Ritz Lisbon
  • Hotel The Vintage Lisboa
  • Intercontinental Lisboa
  • Marriott Hotel
  • Comboios:
    • Estação de Comboios de Campolide
  • Elétrico:
    • Número 25
    • Número 28
  • Metropolitano:
    • Estação de Metro do Rato (Linha Amarela)
    • Estação de Metro de São Sebastião (Linhas Vermelha e Azul)
  • Parque de estacionamento subterrâneo no largo da Igreja de Santo Condestável

Localização da Freguesia de Campo de Ourique no mapa de Lisboa

Localização da freguesia de Campo de Ourique no mapa de Lisboa
Localização da freguesia de Campo de Ourique no mapa de Lisboa
Back to Top
error: