Mafra

Mafra é uma vila histórica Portuguesa, sede de concelho, localizada a aproximadamente 45 minutos de automóvel de Lisboa, destaca-se por ser uma vila cheia de história e de tradição, com uma grande oferta cultural refletida em inúmeras festividades, nomeadamente o Concerto dos Seis Órgãos em Janeiro. É local de gastronomia e vinho, com um grande destaque para o pão, o queijo fresco, a pêra rocha, o morango, os limões, e algumas especialidades culinárias. A localidade da Ericeira em Mafra é local da única Reserva de Surf da Europa. O Concelho de Mafra é uma localidade onde o investimento e o empreendedorismo desempenham papéis cada vez mais importantes no desenvolvimento económico de Portugal, através da construção de projetos como o Ericeira Business Factory e o Mafra Business Factory, com incubadoras de startups e espaços de cowork. A qualidade de vida e o facto de Mafra ser o concelho mais jovem de Portugal são factores que originam a uma grande procura por residência.
A paisagem da vila destaca-se pela imponência do palácio de Mafra, com a fachada principal amarela, pela tapada de Mafra na paisagem do convento, pelo um casario térreo, pelas muitas lojas de comércio tradicional, e organização.

Atrações a visitar em Mafra (TOP 10)

Palácio Nacional de Mafra, litografia de 1853
Palácio Nacional de Mafra, litografia de 1853

1. Palácio Nacional de Mafra: é um Mosteiro de Mafra construído devido a uma promessa que Dom João V fez a um frade franciscano (Caso sua mulher tivesse um filho seu no prazo de um ano). O convento terá sido construído em Mafra porque desde o século XVII era vontade da Ordem de São Francisco, porque existia uma grande quantidade de ouro do Brasil e por ter nascido o seu filho, conforme desejado. A construção do palácio de Mafra teve início em 1717 com um projeto do arquiteto Johann Friedrich Ludwig, durou vários anos e teve em várias fases de construção, nomeadamente a basílica em 1730, a Real Tapada de Mafra em 1747, a Biblioteca entre 1792 e 1807, a reconstrução das três tapadas com muros em 1838 e a construção do Chalet de Caça de Dom Carlos I em 1900. No Reinado de Dom José foi construída a Escola de Escultura de Mafra dirigida por Alexandro Giusti. Esta escola formou alguns dos maiores escultores portugueses, nomeadamente Machado de Castro.

O palácio de Mafra tem 1200 divisões, 4700 portas e janelas, 156 escadas, 92 sinos, 6 órgãos históricos, 58 grandes esculturas, sendo o maior conjunto de estatuária italiana em estilo Barroco fora de Itália construído em mármore de Carrara, e uma biblioteca num espaço de 38 mil metros com 30 mil volumes.
O Palácio Nacional de Mafra encontra-se estruturado da seguinte forma:

  • Paço Real: construído para ser casa de campo com mais de 600 divisões. Os principais pontos de interesse são a Sala da Bênção, a Sala de Audiência ou Sala do Trono, Sala da Caça, Sala de Diana, Sala da Música, e os Aposentos Reais;
  • Convento: construído para acolher 300 frades. Os principais destaques são o Jardim do Buxo, enfermaria, e a cozinha;
  • Basílica de Nossa Senhora e de Santo António de Mafra: construída no estilo Barroco, foi consagrada no dia 22 de Outubro de 1730, dia do 41 º aniversário de Dom João V. Após a consagração, chegaram 328 frades para ocupar o convento. Basílica tem um espaço aproximado a 60 metros de comprimento e 40 metros de largura. Os destaques são o Zimbório, localizado a mais de 60 metros de altitude, os seis órgãos de tubos, e os dois carrilhões com 92 sinos, encomendados a artesãos de Antuérpia e de Liège, sendo considerado o maior conjunto de carrilhões do mundo. A basílica integra onze capelas
  • Jardim do Cerco
    Os destaques do Palácio Nacional de Mafra são:
  • Fachada Principal: a monumentalidade do Palácio Nacional de Mafra é visível, com a fachada de 232 metros de comprimento, considerado o corredor mais comprido de todos os palácios reais da Europa, a imponência das torres sineiras, os dois torreões de quatro faces nos extremos da fachada, torreão norte dedicado aos aposentos do Rei e o torreão sul aos aposentos da Rainha, as colunas jónicas, o frontão com as imagens da Virgem com o Menino de Santo António da autoria do escultor Giuseppe Lironi;
  • Galilé: as 14 esculturas de santos feitas em Itália, nomeadamente as figuras de São Vicente, São Sebastião, São Domingos, São Francisco de Assis, Santo Inácio;
  • Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra: é uma bBiblioteca Joanina do século XVIII, foi construída na maior sala do palácio, com aproximadamente 85 metros de comprimento e 10 metros de largura. As 136 estantes com aproximadamente 40 mil livros encontram-se distribuídas por dois andares, com livros de todas as temáticas, em que mais de metade da coleção é sobre Religião. A biblioteca começou a ser construída nos finais do século XVIII com a elaboração do catálogo por Frei João de Santa Anna. Os principais destaques são os livros da Estante 49 onde se encontramos os exemplares proibidos pela Inquisição e pela Mesa Censória de Portugal Livros das Horas, Bíblias, a Enciclopédia Diderot (é a primeira enciclopédia), Bíblia Hebraica de dez volumes, a Crónica de Nuremberga de 1453, o Livro Mudo (um livro dedicado à Alquimia proibido pela Inquisição), uma primeira edição de “Os Lusíadas”, e dois forais de Dom Manuel I. A biblioteca consegue manter os livros intactos e bem preservados devido à presença de uma colónia de morcegos, que se alimentam dos parasitas que comem o papel…

2. Tapada Nacional de Mafra: inaugurada em 1747 com uma área de 1200 hectares. A tapada era usada essencialmente pelo Rei para caçar, sendo um dos locais mais procurados pela Família Real para caçar, juntamente com Salvaterra de Magos.

3. Ericeira: uma vila de pescadores localizada a aproximadamente trinta minutos de automóvel de Lisboa, muito procurada pelos praticantes de surf e pelos amantes de marisco. A vila da Ericeira apresenta traços únicos, como o casario baixo caiado de branco e azul, a praia onde podemos observar os barcos de pesca tradicional, os restaurantes de peixe fresco e marisco ou as arribas que formam uma espécie de baía. A Ericeira, juntamente com os oito kms de areal, foi classificado como Reserva Mundial de Surf a partir de 2011. O Surf é a maior indústria da Ericeira, promovendo a abertura de restaurantes, a realização de festivais (Portuguese Surf Films Festival), surf houses, lojas de pranchas, escolas de surf ou lojas de produtos de surf. O nome Ericeira tem origem, de acordo com a lenda, no nome Oyriceia, ou seja, terra de ouriços devido, à grande presença de ouriços-do-mar. A vila da Ericeira foi fundada no século XIII com a atribuição de foral em 1229. A Ericeira conheceu um grande desenvolvimento no século XVII, época em que foi construido o palácio Condal, os Paços do Concelho e grande parte das casas de pescadores.

A Ericeira testemunhou dois acontecimentos importantes, nomeadamente a fuga da Família Real para o Brasil em 1808 e o exílio do último Rei de Portugal, Dom Manuel II no dia 5 de Outubro de 1910.
Os principais pontos de interesse são:

  • Capela de São Sebastião: foi construída no século XVI em estilo Maneirista, foi a sede da Confraria dos Rapazes Solteiros na Ericeira. Os principais destaques são a Capela-Mor de 1678 e os azulejos;
  • Igreja de São Pedro: foi construída no século XV, tendo passado a Igreja Matriz em 1530. Os destaques são a imagem renascentista de São Pedro, a cantaria foi construída em estilo Manuelino, o Retábulo-Mor em estilo Rococó e as quatro pinturas com episódios da pesca milagrosa de São Pedro;
  • Arquivo-Museu da Ericeira: foi inaugurado no dia 1 de Junho de 1937 com o objetivo de divulgar e preservar a história da Ericeira. A coleção que podemos visitar inclui telas do século XVI a representar a Paixão de Cristo, pinturas de Nossa Senhora em Majestade, da Visitação e Nossa Senhora da Misericórdia;
  • Registos de Azulejos no Centro Histórico: são azulejos muito antigos que representam proteção das populações em relação a desastres relacionados com o mar.
    4. Jardim do Cerco: foi construído em estilo Barroco durante o Reinado de Dom João V. O jardim de oito hectares apresenta como principais destaques: as cascatas, a Horta dos Frades, o Horto das Aromáticas com aproximadamente 40 plantas aromáticas, conjunto de estatuária, árvores centenárias e bancos de jardim;

5. Centro de Recuperação do Lobo Ibérico: localizado na freguesia do Gradil numa área de 17 hectares, o Centro de Recuperação do Lobo Ibérico foi inaugurado em 1987 com o objetivo de impedir a extinção desta espécie. Este centro é considerado um santuário para o Lobo Ibérico, tendo acolhido 59 lobos desde 1987;

6. Vale da Senhora do Arquiteto: é uma aldeia isolada pouco conhecida do concelho de Mafra, que merece a visita devido à beleza da paisagem. A história da aldeia está profundamente ligada à construção da Capela de Nossa Senhora do Arquiteto no século XVII;

7. Forte de Milreu: construído em estilo Maneirista durante a Guerra da Restauração no século XVII com o objetivo de proteger o acesso marítimo à Ericeira. Está em pleno funcionamento até à destruição parcial na época do Terramoto de 1755. O forte foi abandonado no século XIX e XX até foi reconstruído na década de 1980;

8. Praia Ribeira d’Ilhas: é a praia mais conhecida da Ericeira devido à realização regular campeonatos nacionais, europeus e mundiais de surf. Ribeira d’Ilhas é uma praia com ondas excelentes para a prática de surf, contudo aconselha-se cuidado com as correntes que podem ser perigosas para os nadadores com menos experiência;

9. Praia da Foz do Lizandro: é uma praia de areal extenso com pequenas lagoas é muito procurado por quem quer passar um tempo em família ou a praticar o Surf.

10. Forte de São Lourenço: também designado de Forte de Santa Susana encontra-se a sul da Praia de São Lourenço. O Forte de São Lourenço foi construído durante a Guerra da Restauração e, mais tarde, integrou a Segunda Linha Defensiva de Torres Vedras. O forte teve duas funções principais, nomeadamente de quartel militar e da Guarda Fiscal.

Outras atrações a visitar em Mafra

Igreja de Santa Marta e Nossa Senhora das Necessidades foi construída em 1760 num local onde anteriormente exisita uma ermida antiga datada de 1484. A capela de Santa Marta foi sede da confraria das raparigas solteiras e antigo local de festejos em honra a Nossa Senhora das Necessidades
Igreja de Santa Marta e Nossa Senhora das Necessidades foi construída em 1760 num local onde anteriormente exisita uma ermida antiga datada de 1484. A capela de Santa Marta foi sede da confraria das raparigas solteiras e antigo local de festejos em honra a Nossa Senhora das Necessidades
  • Praia da Pedra Branca: integrada na Reserva Natural de Surf, encontra-se localizada em frente ao Parque de Campismo da Ericeira;
  • Praia de São Lourenço: praia de fundo rochoso não aconselhada para praticantes iniciantes de Surf;
  • Praia de São Julião: com um grande areal, é frequentado por inúmeras famílias durante o Verão, destaca-se pela formação de lagoas nas areias e pelas arribas. É necessário algum cuidado em relação às arribas devido à possibilidade de queda de algumas pedras;
  • Praia dos Coxos: é uma praia conhecida pelas ondas tubulare, com procura por praticantes experientes de Surf de todo o mundo. Aconselha-se cuidados a sair para alto-mar devido à grande quantidade de rochas;
  • Praia da Cave: também designada de Sete Bafos, é procurada por surfistas mais experientes devido ao grau de dificuldade das ondas;
  • Praia do Norte: também designada de Praia do Algodio ou Praia da Ericeira. É muito utilizada por famílias, é vigiada durante a época balnear;
  • Praia do Sul: praia pequena e muito procurada por quem gosta de tranquilidade e algum isolamento;
  • Praia da Foz do Lizandro: praia de areal extenso com pequenas lagoas é muito procurado por quem quer passar um tempo em família ou a praticar o Surf.

Gastronomia de Mafra

Mafra é uma localidade litoral com tradição piscatória na vila da Ericeira, e com tradições agricolas nas aldeias e vilas interiores. Os produtos gastronómicos mais procurados são:

  • Pão de Mafra: o pão de Mafra é uma das especialidades do município.
  • Mariscos da Ericeira: com uma proximidade ao mar, a zona da Ericeira oferece vários restaurantes de marisco fresco.
  • Raia
Raia no estendal, uma iguaria gastronómica típica da Ericeira no concelho de Mafra. A raia é seca ao sol num estendal, como se fosse uma peça de roupa, posteriormente é bem lavada, e curada em salmoura, uma tradição que vem das épocas em que era necessário garantir o sustento para os dias de maior escassez
Raia no estendal, uma iguaria gastronómica típica da Ericeira no concelho de Mafra. A raia é seca ao sol num estendal, como se fosse uma peça de roupa, posteriormente é bem lavada, e curada em salmoura, uma tradição que vem das épocas em que era necessário garantir o sustento para os dias de maior escassez
  • Ouriços do mar
  • Sardinha assada
  • Caneja d’Infundice
  • Coelho à Caçador
  • Cozido à Portuguesa
  • Mão de vaca com grão
  • Percebes
  • Pézinhos de coentrada
  • Queijo Fresco

Curiosidades sobre Mafra

  • A obra Memorial do Convento de José Saramago, Prémio Nobel da Literatura, foi escrito tendo por cenário o Convento de Mafra;
  • A Ericeira é a única Reserva de Surf da Europa;
  • Os morcegos desempenham um papel essencial na preservação dos livros e documentos da Biblioteca do Palácio de Mafra;
  • A primeira pedra do Convento de Mafra foi abençoada com doze moedas de ouro;
  • O Convento de Mafra foi construído depois de uma promessa do Rei Dom João V – se a mulher lhe desse um herdeiro;
  • No século XIX os príncipes andavam de patins na Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra;
  • Em Mafra foi construída a primeira máquina que permitiu ao Homem voar;
  • A Família Real de Portugal terá fugido para o Brasil a partir de um túnel que ligava o mosteiro à Ericeira.

Factos rápidos sobre Mafra

  • O Concelho de Mafra tem aproximadamente 77 mil habitantes;
  • A área física de Mafra é de 291,66 km2;
  • O Concelho de Mafra encontra-se administrativamente organizado em onze freguesias: Azureira e Sobral da Abelheira, Carvoeira, Encarnação, Enxara do Bispo, Gradil e Vila Franca do Rosário, Ericeira, Igreja Nova e Cheleiros, Mafra, Malveira e São Miguel de Alcança, Milharado, Santo Isidoro e Venda do Pinheiro e Santo Estêvão das Galés

As principais festas e eventos do Concelho de Mafra

  • Festival do Pão;
  • Festa do Marisco em Ribamar.

Organização administrativa de Mafra

O concelho de Mafra tem aproximadamente 12 mil habitantes, uma área de 291,66 km2, faz fronteira a norte com Torres Vedras, a nordeste com Sobral de Monte Agraço, a leste com Arruda dos Vinhos, a sueste com Loures, a sul com Sintra e a oeste com o oceano Atlântico. O município de Mafra é administrativamente organizado em onze freguesias:

  • Carvoeira
  • Encarnação
  • Ericeira
  • Mafra
  • Milharado
  • Santo Isidoro
  • União das Freguesias de Azueira e Sobral da Abelheira
  • União das Freguesias de Enxara do Bispo, Gradil e Vila Franca do Rosário
  • União das Freguesias de Igreja Nova e Cheleiros
  • União das Freguesias de Malveira e São Miguel de Alcainça
  • União das Freguesias da Venda do Pinheiro e Santo Estêvão das Galés
Map of the parishes of the municipality of Mafra
Mapa das freguesias do concelho de Mafra
Back to Top
error: